quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

O Tarso pirou de vez, mas o Zé Dirceu apóia ele.

Cesare Battisti

A idéia de defender o asilo político ao terrorista italiano Cesare Battisti tão fortemente defendida pelo confuso e trapalhão Ministro Tarso Genro é tão pouco inteligente que chega a ser engraçada.
O terrorista é caçado na Itália e na Europa e chega ao Brasil parecendo herói (na concepção de Tarso, e do Zé).
Ele (o Tarso), fala de Estado de Direito e diz que a decisão tem embasamento jurídico. Desculpe-me ministro trapalhão, mas advogados conseguem livrar assassinos e traficantes baseados em lei também, isso é amoral, não... é burrice mesmo, vc não cansa de entrar e sair de confusão, uma hora com o judiciário outra com o congresso, outra com seus colegas senadores, pára um pouco e põe um pouco a cabeça para pensar. Você não pode estar certo e o resto do planeta errado, digo o resto não porquê o bom homem e bom cidadão de tantos serviços prestados ao nosso país, José Dirceu, concorda com vc ministro.
Zé Dirceu disse no seu blog "Precisa ser apoiada e sustentada perante a opinião pública brasileira e internacional a decisão do ministro da Justiça, Tarso Genro, de dar asilo político ao escritor Cesare Battisti".
Em tempo, esse terrorista e...escritor...também foi militante comunista do PAC (qualquer semelhança é mera coincidência), pois esse PAC é Proletários Armados pelo Comunismo.
A chancelaria italiana afirma que a medida do governo brasileiro contraria o que já foi decidido pelo Comitê Nacional dos Refugiados, "que acatou o recurso de Cesare Battisti, um terrorista acusado de delitos gravíssimos que nada dizem respeito ao status de refugiado político", e pede que o presidente Lula reveja a decisão para que "possam promover, no quadro da cooperação judiciária internacional, a luta contra o terrorismo".
Esse Tarso precisa parar de pensar.



Agora a Itália nos questiona o por quê dessa atitude, o Senado brasileiro idem, a OAB, eu e vc também deve questionar.

Um comentário:

  1. Alexandre mattos Crivalli15 de janeiro de 2009 21:46

    O Ministro deveria ser colocado cara a cara com os familiares das vitimas deste terrorista para eles lhe dizerem como é difícil perder um pai, um marido, irmão ou filho e ver o assassino desfrutando da liberdade de um asilado político.
    Parabéns Sr.Tarso Genro.

    ResponderExcluir

Visitantes Globais